Árvore Natalina Perfeita

23.11.2017

 

Fim de ano chegando e aquela vontade de armar uma árvore de Natal não sai da cultura talvez até mundial, mas com tanta ansiedade acabamos por colocar demasiadamente, bolas, luzes, estrelas e outros artigos de enfeites, até quanto ao seu tamanho e estrutura.

 

Tantos enfeites que a gente até se confunde na hora de escolher e distribuí-los.

 

Dois estudantes de matemática da Universidade de Sheffield, na Grã-Bretanha, criaram uma fórmula que calcula os enfeites necessários para deixar a árvore Natalina aos olhos bem agradáveis, de forma bem plausível.

 

A fórmula foi desenvolvida pelos alunos Alex Craig e Nicole Wrightham após o pedido de uma loja de enfeites de Natal que queria dar uma mãozinha aos clientes na hora de fazer a lista de compras.

 

Os conceitos utilizados para determinar as fórmulas são conhecidos, como o Teorema de Pitágoras.

 

A ideia simples, também baseia-se no desafio de decorar uma árvore de forma que as folhas verdes e o brilho estivessem em proporção harmoniosa, evitando que ficasse sem graça ou espalhafatosa.

 

Através do tamanho da árvore, em centímetros, os cálculos demonstram quantas bolas são precisas, e os centímetros da estrela, da fita e das luzes de Natal entre outros enfeites.

 

Pegue essa carona da maravilha da Matemática para montar sua árvore, é só usar a imaginação.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Instituto de Ciências e

Matemática

© 2023 por Cientista. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • LinkedIn Clean Grey